DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

82 imigrantes, entre eles brasileiros, são presos pelo ICE em New Jersey

Share

Uma operação de busca do Departamento do ICE (U.S. Immigration and Customs Enforcement) e do Enforcement and Removal Operations (ERO), em Newark (NJ), resultou na prisão para posterior deportação de 82 imigrantes, entre eles brasileiros.

Realizada no início deste mês, durante cinco dias, a operação foi voltada a imigrantes criminosos, que já possuem algum problema com a justiça americana.

Todas as metas nessa operação atenderam às mais altas prioridades de imigração, conforme estabelecido no memorando de Jeh Johnson do secretário do DHS, em 2014.

“Os resultados desta operação de aplicação direcionada enfatizam o compromisso contínuo do ICE com a segurança pública “, disse John Tsoukaris, diretor do escritório de campo da ERO Newark.

“Como parte desta operação, focamos especificamente na prisão de indivíduos que se enquadram nasPrioridades de Execução de Imigração Civil do DHS. Por causa dos esforços incansáveis ​​e do trabalho em equipe dos agentes da ERO e dos nossos parceiros de aplicação da lei, existem agora 82 criminosos a menos nas ruas “, acrescentou.

De acordo com o boletim do ICE, os indíviduos foram presos em diversas áreas de New Jersey, e são provenientes de Brasil, Colômbia, China, Cuba, República Dominicana, Equador, Egito, El Salvador, Inglaterra, Gana, Guatemala, Guiana, Haiti, Honduras, Jamaica, Quênia, México, Peru, Filipinas e Ucrânia.

Os detidos variam de 18 a 66 anos e todos tinham sido previamente condenados por uma variedade de delitos. Algumas das condenações incluíram tentativa de assassinato, roubo, contato sexual criminoso com criança, abuso infantil, agressão agravada, distribuição de narcóticos, roubo, DUI, posse de arma e violência doméstica.

No ano fiscal de 2015, O ICE realizou 235.413 mudanças em todo o país. 91% das pessoas deportadas haviam sido previamente condenadas por alguma infração penal.

O foco do ICE são os criminosos sérios que apresentam o maior risco para a segurança das comunidades, como os acusados ​​ou condenados por homicídio, estupro, roubo, sequestro, grandes delitos de drogas e ameaças à segurança nacional.

A operação foi apoiada pelo escritório de patrulha norte-americana de Alfândega e Proteção de Fronteiras de Nova Jersey, U.S. Marshals Service, o Serviço de Marechais dos EUA, o ICE Homeland Security Investigations e o FBI.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Share

Tags: ,,

Gazeta News
Gazeta News
214