DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

61% dos americanos são favoráveis à legalização dos imigrantes

Um alto número de norte-americanos de todos os níveis sociais e políticos é a favor da legalização dos quase 12 milhões de imigrantes ilegais dos EUA, segundo uma pesquisa divulgada pelo jornal “The Washington Post”.
A pesquisa ganhou ainda mais importância por ter sido meticulosamente dirigida pelo jornal que, reconhecidamente, é o mais respeitado do país e exerce grande influência nos votos dos Senadores e Congressistas dos Estados Unidos.
A enquete, realizada pelo jornal só com cidadãos norte-americanos, de 12 a 16 de janeiro de 2005, destaca que 61% dos entrevistados em diversos estados do país são a favor de se oferecer a estas pessoas a facilidade de manter seu trabalho e solicitar o visto de permanência.
No mesmo dia em que a pesquisa foi revelada, o ex-presidente Jimmy Carter declarou que já passou do tempo das autoridades norte-americanas tentarem “esconder o sol”, se referindo à necessidade urgente de legalizar os indocumentados.
O secretário de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Tom Ridge, calcula que em solo americano vivam 12 milhões de estrangeiros ilegais. Ele também, ainda que discretamente, já disse várias vezes que uma legalização em massa seria “benéfica” à segurança interna.

Entre os líderes, aprovação
Um total de 61% dos políticos entrevistados disse ser a favor da legalização dos imigrantes, enquanto 36% indicou que eles deveriam ser enviados de volta para seus países de origem. Apenas 3% não emitiu opinião.
Por partidos, 72% dos democratas são a favor da legalização, 26% querem a deportação e o resto não emitiu opinião. Já um total de 55% dos republicanos disse ser a favor da legalização e 44% contra. Entre os de tendência política independente, 55% são a favor da legalização e 40% da expulsão do país.
Na divisão por sexo, 58% das mulheres concordam com a legalização e 40% são contra, enquanto entre os homens 64% apóiam a lega-lização e 32% a deportação.
Um total de 83% dos negros quer que se facilite a permanência dos imigrantes nos EUA e 13% preferem a expulsão deles. Entre os brancos, 57% são a favor dos imigrantes ilegais e 40% são contra.
Por idades, 68% dos cidadãos de 18 a 30 anos querem a legalização e 32% a deportação.Entre as pessoas de 31 a 44 anos, 55% defendem a legalização e 42% a deportação.
Um total de 62% das pessoas de 45 a 60 anos preferem a legalização e 35% a expulsão. Finalmente, 60% dos maiores de 61 anos optam por dar uma chance aos imigrantes e 34% por sua expulsão do país. Entre os cidadãos com ensino superior, 73% desejam a legalização dos imigrantes e 24% a deportação.Entre as pessoas com nível secundário, 57% querem a legalização e 40% são contra.
Ou seja, de todas as formas possíveis e baseados em todos os segmentos que se possam isolar, a maioria é a favor da legalização.
O presidente dos EUA, George W. Bush, defende uma reforma migratória há um ano, mas seu primeiroi projeto ficou o “limbo” legislativo, num ano em que a luta eleitoral determinou uma paralisia no tema. Agora, essa é uma das prioridades para seu segundo mandato e um novo projeto deverá ser encaminhado.
Esta reforma – rejeitada em 2004 pela oposição do setor conservador do Partido Republicano – pretende que se dê à maioria dos milhões de imigrantes ilegais uma permanência temporária de três anos, prorrogáveis pelo mesmo período.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
197