DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

4 de julho: o dia em que começou uma ação

4 de Julho é o mais importante feriado do País. Este é o dia em que os norte-americanos vestem as cores de sua bandeira, fazem churrascos, soltam fogos e assistem às comemorações públicas e tradicionais desfiles, celebrando a independência das 13 colônias inglesas na América do Norte.

Marcada pela importância histórico-política que pontua a independência de qualquer nação, a independência dos Estados Unidos representa também uma síntese da mentalidade democrática e liberal da época.

As primeiras colônias da América trasnformaram-se na primeira nação livre do continente, através de um movimento cujas motivações superaram fronteiras.

Os ideais da Declaração de Independência dos EUA, documento que formalizou o movimento político, ganharam o mundo difundindo a convicção de que os homens nascem livres e iguais e que, por isso, tinham (e têm) o direito de repudiar um governo que os oprimia.
Ao mesmo tempo em que o documento foi o “Manifesto da América”, também consagrou-se como uma das maiores conclamações da história moderna para que os homens lutassem contra a tirania onde quer que eles estivessem.

Foi também o anúncio do surgimento de uma nova era – a Republicana e Democrática, que gradualmente (por reforma ou por revolução) substituiu no Ocidente os regimes monárquicos e aristocráticos que até então dominavam o cenário político e social da Europa, e de boa parte do mundo.

Mais diretamente, ela foi a fonte de inspiração para que os franceses se insurgissem em 1789 contra a monarquia absolutista de Luís XVI, estimulando-os a que igualmente redigissem a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, aprovada na Assembléia Nacional francesa em 4 de agosto de 1789, em uma Paris então rebelada.
Foi com a convicção destes princípios de liberdade que, em 4 de julho de 1776, Thomas Jefferson elaborou a Declaração de Independência, documento unânime entre os 13 Estados Unidos da América.

Antecedentes
As treze colônias americanas se formaram a partir do século XVII. Nos fins do século XVIII, havia 680.000 habitantes no norte, ou Nova Inglaterra: Massachusetts, New Hampshire, Rhode Island e Connecticut; 530.000 no centro: Pensilvânia, New York, New Jersey e Delaware; e 980.000 no sul: Virgínia, Maryland, Carolina do Norte, Carolina do Sul e Geórgia.

As leis inglesas de navegação não impediam o desenvolvimento das colônias porque não eram aplicadas.
Mas quando o comércio colonial começou a concorrer com o comércio metropolitano, surgiram atritos que culminaram com a emancipação das treze colônias.

Impostos
A fixação pela Coroa de impostos e taxações sobre produtos comercializados pelas colônias, e as influências das idéias liberais do Iluminismo (movimento intelectual de crítica ao absolutismo) foram os combustíveis necessários para mover o processo de independência.

Confira nesta reportagem as dicas para comemorar o 4 de julho.

Principais momentos
da história:

13 colônias da Inglaterra
• Pacto Colonial: colônias norte-americanas eram obrigadas a fazerem comércio somente com a Inglaterra.

• Norte (colônias de povoamento): produção para o consumo interno, pequena propriedade, trabalho livre.

• Sul (colônias de exploração): escravista, monocultura, voltadas para exportação (algodão).

Influência do liberalismo
e iluminismo
• Revoltas dos colonos contra os impostos e a falta de liberdade.

• Guerra de Independência.

• Vitória dos EUA: 4/7/1776.

• Declaração da Independência dos EUA: Thomas Jefferson.

• Conquista da liberdade, igualdade e democracia.

CELEBRAÇÕES:
Deerfield Beach Cele-bration
Deerfield Beach
Das 2 às 6 da tarde evento para pais e crianças. Das 7 às 9 da noite show de música country com Lee Greenwood. Queima de fogos a partir das 9 da noite. Estacionamento na Southeast First Street e Ocean Way.

July 4th Fireworks
Spectacular
Fort Lauderdale
Celebração durante todo o dia na praia de Fort Lauderdale. À 1 da tarde apresentação de concurso e jogos para crianças de todas as idades. A partir das 5 da tarde, shows de música. Às 9 da noite, queima de fogos. A festa acontecerá entre a A1A e a Las Olas Boulevard.

Fabulous Fourth
Delray Beach
As festividades na orla começam pela manhã e continuam até a noite, com queima de fogos.

4th on Flagler
Salute America!
West Palm Beach
Queima de fogos, barracas com comidas, música e área de entretenimento para crianças.
A queima de fogos começa às 9 da noite, seguida de música com DJ. Na 100 S Clematis Street.

4th of July Mega Fest
no Bayfront Park
Miami
Maior celebração realizada em Miami, durante todo o dia. Contará com a presença de DJs que tocarão música latina e Reaggaeton. Feirinha com comidas, bebidas e souvenirs. Haverá queima de fogos. Entrada franca. Horário: das 4 da tarde às 9 da noite.

Gables Fourth at
the BIltmore
Miami
Evento para toda a família, que durará o dia inteiro. Torneios de tênis começando às 9 da manhã, queima de fogos e música. A festa acontecerá na 1200 Anastasia Avenue, em Coral Gables.

City of Miami Beach Fourth
of July Celebration
Miami
Começará às 7 da noite. Concerto gratuito de Carlos Oliva e Los Sobrinos de Juez. A festa acontecerá na 10th Street com Ocean Drive.

America’s Birthday
Bash at Bayfront Park
Miami
Venda de comidas. A celebração acontecerá em um anfiteatro e durará até a noite, quando haverá queima de fogos que, afirmam os organizadores, será vista em quase todo o centro de Miami. O festival acontecerá das 5 da tarde às 9 da noite. O anfiteatro de Bayside fica na 301 Biscayne Boulevard, no centro de Miami.

City of Homestead
Concert and Fireworks
A celebração acontecerá no Homestead Sports Complex. Os portões serão abertos às 4:30 da tarde para diversas atividades como jogos de golf em campos miniatura, artesanato, e exposição de antiguidades. À noite haverá show do Caribbean Chillers, e queima de fogos.

Miami Springs Country Club
Concerto ao ar livre com a Lu White Band e, em seguida, queima de fogos. Informações pelo tel (954) 309-8720

Fourth of July Cele-bration
Miami Beach
Concerto ao ar livre, gratuito, com Carlos Olive Orchestra, e Dancing Under the Stars. Queima de fogos. Começa às 7 da noite.

Old Fashioned July
Fourth at the Barnacle
Miami
Os organizadores convidam o público a fazer um picnic à moda antiga na área pioneira da ocupação da região, no século XIX. Leve toalha e comida. Das 11 da manhã às 3 e meia da tarde: adultos e crianças a partir de 12 anos pagam $5. Crianças de 6 a 12 anos pagam $2 e menores de 6 anos não pagam. Celebração durante todo o dia na praia de Fort Lauderdale. À 1 da tarde apresentação de concurso e jogos para crianças de todas as idades. A partir das 5 da tarde, shows de música. Às 9 da noite queima de fogos. A festa acontecerá entre a A1A e a Las Olas Boulevard.

A Declaração de Independência
“Quando no curso dos acontecimentos humanos, se torna necessário a um povo dissolver laços políticos que o ligavam a outro, e assumir, entre os poderes da terra, posição igual e separada, a que lhe dão direito as leis da natureza e as do Deus da natureza, o respeito digno às opiniões dos homens exige que se declarem as causas que os levaram a essa separação.

Consideramos estas verdades como evidentes de per si, que todos os homens foram criados iguais, foram dotados pelo criador de certos direitos inalienáveis, que, entre estes, estão a vida, a liberdade e a busca da felicidade; que, a fim de assegurar esses direitos, instituem-se entre os homens e os governos, que derivam seus justos poderes do consentimento dos governados; que, sempre que qualquer forma de governo se torne destrutiva de tais fins, cabe ao povo o direito de alterá-la ou aboli-la e instituir novo governo, baseando-o em tais princípios e organizando-lhes os poderes pela forma que lhe pareça mais conveniente para realizar-lhe a segurança e a felicidade.

Na realidade a prudência recomenda que não se mudem os governos instituídos há muito tempo por motivos leves e passageiros e, assim sendo, toda a experiência tem demonstrado que os homens estão mais dispostos a sofrer, enquanto os males são suportáveis, do que a se desagravar, abolindo as formas a que se acostumaram. Mas quando uma longa série de abusos e usurpações, perseguindo invariavelmente o mesmo objeto, indica o desígnio de reduzi-los ao despotismo absoluto, assiste-lhes o direito, bem como o dever, de abolir tais governos e instituir novos guardas em prol da segurança futura.

Tal tem sido o sofrimento paciente destas colônias e tal agora a necessidade que as força a alterar os sistemas anterio-res de governo. A história do rei atual da Grã-Bretanha compõe-se de repetidos danos e usurpações, tendo todos por objetivo direto o estabelecimento de tirania absoluta sobre estes Estados. [seguem-se várias denúncias sobre as ações e medidas tomadas pela Coroa Britânica contra os colonos norte-americanos].

Nós, por conseqüência, representantes dos Estados Unidos da América, reunidos em Congresso geral, apelamos para o Juiz Supremo do mundo pela retidão das nossas intenções, em nome e por autoridade do bom povo destas colônias, publicamos e declaramos solenemente: que estas colônias unidas são e de direito têm de ser Estados livres e independentes; que estão desoneradas de qualquer vassalagem para com a Coroa britânica, e que todo o vínculo político entre elas e a Grã-Bretanha está e deve ficar totalmente dissolvido; e que, como Estados livres e independentes, têm inteiro poder para declarar guerra, concluir paz, contratar alianças, estabelecer comércio e praticar todos os atos e ações a que têm direito os Estados independentes. E em apoio desta declaração, cheios de firme confiança na proteção da divina providência, empe-nhamos mutuamente uns aos outros a vida, a fortuna e a honra sagrada”.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
243