DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Pequenos hábitos, grandes mudanças

Share

A palavra hábito significa uma maneira usual de se fazer alguma coisa. Algo que você faz, na maioria das vezes, da mesma forma, do mesmo jeito. Fazer muitas vezes as mesmas coisas causa uma transformação no nosso cérebro. Afinal, o cérebro tem tantas coisas para fazer que tudo que é repetido várias vezes é automatizado, melhorando o seu desempenho, e podemos então fazer sem ter consciência da atividade ou atitude. Se por um lado isso é muito bom, porque gastamos menos energia com isso e podemos prestar mais atenção em outras coisas, por outro lado podemos fazer coisas que nos prejudicam sem perceber.
Nós automatizamos a nossa fala, nossos passos e também muito hábitos alimentares e de atividade física. Quem de nós presta atenção na velocidade com que fazemos uma refeição? Mesmo quem tem o bom hábito de comer devagar o faz por hábito, é automatizado, é inconsciente. Existem vários hábitos incorporados em nossas vidas que são prejudiciais e não nos damos conta. Essas atitudes somadas podem ir, aos poucos, mudando e diminuindo a qualidade de vida. Essa diminuição de qualidade de vida é lenta, não é possível perceber de um dia para o outro, mas talvez eu possa perceber que há alguns anos eu me sentia melhor que hoje.
Quando essa percepção ocorre, culpa-se a idade, o trabalho, a poluição, o chefe, o trânsito, os políticos, o vizinho, o marido, a esposa, os filhos, os pais e quem mais pudermos. Mas, as mudanças são individuais e são particulares. Pequenos hábitos que vamos adotando ou vamos deixando de lado irão promover grandes mudanças na qualidade de vida.
Um estudo muito antigo mostrou que os motoristas de carro que compraram carros novos com vidros elétricos, e, portanto, não precisavam mais abrir e fechar as janelas usando a manivela antiga, deixariam de gastar em 5 anos cerca de 45 Kg de gordura. Esse cálculo é uma projeção, e comparação, não foi o que aconteceu de fato, porque claro as pessoas tomaram outras providências. Mas, é uma boa forma de se medir como um simples hábito pode causar impacto na vida de uma pessoa. Outros hábitos como comer rápido, usar sempre alimentos industrializados ou semi-preparados, deixar de fazer pequenas atividades físicas, como a jardinagem, irão com certeza “impactar” de forma negativa a qualidade de vida.
A boa notícia é que o inverso também é verdadeiro. Se a uma pessoa começar a prestar mais atenção na forma como se alimenta, comendo mais devagar e saboreando os alimentos, ela irá se sentir satisfeita antes e provavelmente irá comer uma menor quantidade de alimento. Isso contribui para reduzir os níveis de gordura corporal, melhora a digestão e a absorção dos nutrientes. Se as pessoas incorporarem 30 minutos de atividade física por dia o risco de diabetes, hipertensão e problemas cardíacos também irá diminuir. São pequenos hábitos que podem nos levar a uma diminuição ou melhora na qualidade de vida. Para mudar, basta prestar atenção nos pequenos hábitos e escolher mudar.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Share
Ivani Manzo
Ivani Manzo
Dra. Ivani Manzo é doutora em Ciências pela Escola Paulista de Medicina UNIFESP – EPM com ênfase em obesidade, gestação e exercício. Em 2010 iniciou seus estudos em Life Coach e desde então trabalha ajudando as pessoas a alcançarem seus objetivos.
216